segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Dana White defende Herb Dean das críticas: 'Ele não parou a luta cedo'

Para Dana White, Herb Dean teve uma atuação perfeita na luta principal do UFC 170, entre Ronda Rousey e Sara McMann. O árbitro, que foi muito vaiado pelo público presente ao Mandalay Bay ao interromper a luta válida pelo cinturão feminino dos pesos-galos ao perceber que a desafiante havia levado uma joelhada na linha de cintura e não se movia no solo, recebeu a defesa do presidente do UFC. Para o dirigente, a interrupção foi correta.

- Herb Dean não parou a luta cedo. Quem nunca levou uma joelhada no fígado não faz a menor ideia do que está falando - disse Dana na coletiva de imprensa após o torneio.

Para a campeã Ronda Rousey a interrupção também foi acertada.

- Eu não achei que foi cedo. Iria continuar batendo se ninguém tivesse me parado - afirmou a campeã.

Já para a desafiante derrotada, Sara McMann, a interrupção do combate foi prematura.





- Eu vi novamente a luta agora nos bastidores e achei que foi um pouco prematura. Mas eu não vou jogar a culpa no árbitro, porque eu deveria ter saído da grade antes. Mas eu não conseguia me mover quando levei a joelhada. Só consegui respirar quando cheguei ao solo.

McMann explicou a sua estratégia de luta e os erros que acha que cometeu.

- Meu plano de ação era controlar os nós, usando a trocação quando Ronda estivesse aberta…esse era o meu plano de jogo. Eu sempre busco a grade, e não circulei para sair dela da forma correta. Foi um erro - finalizou.

Por: Combate
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário