terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Cormier admite que chorou em treino com seu adversário no UFC 170

Quando começou a sua campanha para substituir o lesionado Rashad Evans e enfrentar Daniel Cormier no UFC 170, Patrick Cummins afirmou publicamente que tinha feito Cormier chorar durante um treino de wrestling preparatório para as Olimpíadas. A provocação deu certo, já que a história chamou a atenção de Dana White, presidente do UFC, e Cummins foi convocado para sua estreia no UFC.

Quem não gostou da provocação foi Cormier. Em entrevista ao canal online “The Shoot”, o meio-pesado admitiu que chorou depois do treino com Cummins, mas garantiu que as lágrimas não foram causadas por seu adversário.

“Isso aconteceu por volta de 2004. Eu havia perdido a minha filha em 2003, então estava passando por muitos problemas pessoais. Liguei para meu treinador daquela época e contei a história de Pat, e ele disse: ‘não foi isso o que aconteceu, ele está mentindo’. Pedi para ele me contar o que aconteceu, e ele disse: ‘vocês estavam simulando as Olimpíadas, como ele disse’. Simulamos uma luta e ele me venceu. Eu pedi para ir de novo, mas meu treinador disse: ‘não, as Olimpíadas terminaram para você. Você perdeu’. Foi isso o que me deixou maluco. Eu saí correndo, chorei mesmo, estava irritado. Eu tinha que me colocar em uma mentalidade e imaginar que estava lutando pela medalha de ouro, e eu a havia perdido, e meu treinador não me deixou colocar as mãos nele de novo”, declarou Cormier.





O vencedor do GP de pesos-pesados do Strikeforce se sentiu ultrajado por Cummins ter revelado uma história dos bastidores da academia.

“Essas coisas ficam na sala de wrestling. Você não fala de treinos, isso é a regra básica do código dos wrestlers. Ele sabe disso. Ele sabia as coisas pelas quais eu estava passando naquela época. Ele cavou algumas coisas que nunca deveria ter cavado. Essas coisas ficaram em 2004, ele sabia a minha situação. O Pat que me lembro não era assim. Este não é o cara que eu me lembro de quando estava treinando para as Olimpíadas”, disse Cormier.

O lutador, que foi medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 2004, teve a oportunidade de “colocar as mãos” em Cummins posteriormente, em um duelo de wrestling no qual Cormier diz ter vencido por 7 a 0. Agora, eles batalharão sob as regras do MMA. Cormier vs Cummins será a segunda luta principal do UFC 170, que acontece neste sábado (22). Confira o card completo do evento:

CARD PRINCIPAL

Ronda Rousey vs Sarah McMann
Daniel Cormier vs Patrick Cummins
Rory MacDonald vs Demian Maia
Mike Pyle vs T.J. Waldburger
Robert Whittaker vs Stephen Thompson

CARD PRELIMINAR

Alexis Davis vs Jessica Eye
Raphael Assunção vs Pedro Munhoz
Cody Gibson vs Aljamain Sterling
Zach Makovsky vs Josh Sampo
Rafaello Oliveira vs Erik Koch
Ernest Chavez vs Yosdenis Cedeno

Por: Ag. Fight
Foto: UFC

Nenhum comentário:

Postar um comentário