quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Copa do Mundo, eleições e carnaval mudam os planos do UFC no Brasil

A previsão do presidente do UFC, Dana White, de realizar 13 eventos no Brasil em 2014 não deve se realizar. A agenda cheia do país, que neste ano recebe a Copa do Mundo e se prepara para as eleições presidenciais em outubro, atrapalhou os planos do Ultimate, mas a organização ainda pretende realizar alguns cards no país.

Em entrevista ao portal “MMA Junkie”, a vice-presidente do UFC no Brasil, Grace Tourinho, explicou as dificuldades da organização no país e prometeu realizar sete cards neste ano, o mesmo número de eventos de 2013.

“Obviamente nós gostaríamos de realizar tantos eventos quanto possível no Brasil. No entanto, este será um ano muito difícil para nós realizarmos muitos eventos, parte porque o carnaval está chegando, e então nós teremos a Copa do Mundo. Em terceiro lugar, é um ano de eleição. Será um grande desafio para nós. Nós nos comprometeremos a ter o mesmo número de eventos do ano passado”, declarou Tourinho.





A representante do Ultimate também esclareceu por que os eventos no Brasil começam e terminam tão tarde. O card principal do UFC Fight Night 36, realizado no último sábado (15) em Jaraguá do Sul (SC) começou cerca de 1h30 da manhã.

“Na realidade, os nossos eventos são decididos pelos contratos que temos com a TV no mundo inteiro. Temos que fazer acontecer quando eles quiserem que aconteça. Mas as pessoas acordam para assistir, as pessoas vêm para assistir, então acho que não é um grande problema. Hoje foi um grande exemplo – o evento começou muito tarde e tivemos casa cheia”, disse.

O Ultimate retorna ao Brasil em 23 de março, com o UFC Fight Night 39, em Natal (RN). Em 31 de maio, o país receberá a luta entre Wanderlei Silva e Chael Sonnen, mas a cidade ainda não foi definida.

Por: Ag. Fight
Foto: Inovafoto

Nenhum comentário:

Postar um comentário